Quando os vikings regressavam de uma das suas expedições, juntavam-se à volta da fogueira e partilhavam histórias de saques, aventuras e navegações épicas emborcando generosas doses de cerveja pelos seus copos de chifre. É esta a imagem que retemos do destemido povo escandinavo que palmilhou os mares na segunda metade do primeiro milénio. Mas descobertas recentes poderão alterar este cenário num pequeno, mas significativo, detalhe: os vikings também já faziam vinho. Escavações em Tisso, Dinamarca, permitiram encontrar sementes de uvas que exames complementares provaram ser de proveniência local. Nessa altura, as temperaturas eram bem mais amenas no Norte da Europa (os vikings chamaram à Gronelândia “Terra Verde”…) do que hoje e, com uvas e muita sede, tudo indica que os vikings se dedicaram à viticultura.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here