Kopke e Burmester anunciam Porto Vintage 2021

Kopke Burmester Vintage 2021

A Sogevinus anunciou esta semana o lançamento de dois Porto Vintage 2021 “single quinta”, Kopke Quinta de São Luiz e Burmester Quinta do Arnozelo. Segundo Carlos Alves, director de enologia do grupo Sogevinus, o ano de 2021 “ficou marcado pelo Inverno frio e pelas precipitações elevadas durante o mês de Fevereiro, ao qual se seguiu […]

A Sogevinus anunciou esta semana o lançamento de dois Porto Vintage 2021 “single quinta”, Kopke Quinta de São Luiz e Burmester Quinta do Arnozelo.

Segundo Carlos Alves, director de enologia do grupo Sogevinus, o ano de 2021 “ficou marcado pelo Inverno frio e pelas precipitações elevadas durante o mês de Fevereiro, ao qual se seguiu uma Primavera tipicamente amena, pontuada por chuvas no mês de Abril, o que permitiu a reposição de água no solo. A antecipação da vindima deveu-se ao Verão quente e seco, ainda que as chuvas do arranque de Setembro, juntamente com temperaturas amenas, tenham abrandado o ritmo de maturação das uvas”.

O Kopke Quinta de São Luiz Porto Vintage 2021 originou 12133 garrafas e tem um p.v.p. recomendado de €60; e do Burmester Quinta do Arnozelo Porto Vintage 2021 foram feitas 8830 garrafas, cada uma com p.v.p. de €55.

É da Sogevinus a primeira declaração de 2020 como ano Vintage

Sogevinus Vintage 2020

Para a Sogevinus Fine Wines, 2020 é ano Vintage Clássico para as suas quatro marcas: Kopke, Burmester, Cálem e Barros. Segundo a empresa, este que foi um ano de quebra na produção originou uvas com “uma maturação muito regular, uma excelente relação de película/polpa e um teor de açúcar elevado o que permitiu fermentações mais longas, […]

Para a Sogevinus Fine Wines, 2020 é ano Vintage Clássico para as suas quatro marcas: Kopke, Burmester, Cálem e Barros.

Segundo a empresa, este que foi um ano de quebra na produção originou uvas com “uma maturação muito regular, uma excelente relação de película/polpa e um teor de açúcar elevado o que permitiu fermentações mais longas, onde foi possível uma excelente extracção da matéria corante e dos taninos”, o que “resultou em quatro vinhos de qualidade excepcional”.

Carlos Alves, enólogo da Sogevinus, confessa: “A vindima de 2020 ficou marcada por uma série de adversidades que fizeram deste um dos anos mais desafiantes da minha carreira. Precoce e curta, esta foi uma vindima que superou todas as expectativas e a partir da qual acreditamos foi possível produzir vinhos de excelente qualidade. Diria que estamos perante um dos melhores anos para vinho do Porto Vintage, onde os vinhos apresentam aromas muito frescos e limpos, com uma concentração de cor tremenda e com um tanino muito refinado, o que confere muita elegância. Já na vindima, os aromas a fruta madura eram muito limpos e mantiveram-se assim durante este período de envelhecimento até decidirmos engarrafá-los como Vintage Clássicos”.

Os vinhos Porto Vintage 2020 com as marcas Kopke (PVP €60), Burmester (€55), Cálem (€50) e Barros (€45) estarão à venda a partir de Setembro deste ano, sendo que o Kopke e o Burmester sairão também em versão magnum, 1500ml, por €130 e €120, respectivamente.

Sogevinus revela os seus quatro Porto Vintage 2019

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]São dois “Single Quinta” e dois “Clássicos”, que chegam já ao mercado no segundo semestre de 2021. O grupo Sogevinus acaba de declarar o lançamento dos seus quatro vinhos do Porto Vintage 2019: Kopke Quinta de S. […]

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]São dois “Single Quinta” e dois “Clássicos”, que chegam já ao mercado no segundo semestre de 2021. O grupo Sogevinus acaba de declarar o lançamento dos seus quatro vinhos do Porto Vintage 2019: Kopke Quinta de S. Luiz e Burmester Quinta do Arnozelo (os “Single Quinta”); Cálem e Barros (os “Clássicos”).

Segundo Márcio Nóbrega — responsável de viticultura da Sogevinus — em 2019 a vindima teve uma janela de maturação mais longa, o que juntamente com “atenção ao detalhe em cada parcela e controlo permanente do estado de maturação das uvas”, originou “mostos frescos, aromáticos, com taninos assertivos e de grande intensidade corante, vinhos com grande potencial de evolução”. Carlos Alves — Master Blender e enólogo responsável pelos vinhos do Porto do grupo — confirma, afirmando ter sido uma vindima que “resultou em vinhos extremamente limpos no aroma, concentrados em cor e frescos na boca”.

Do Kopke Quinta de S. Luiz Vintage 2019 foram produzidas 4153 garrafas de 750ml e 231 Magnum. Carlos Alves refere que este é “um Vintage firme, fresco e intenso que tem na sua amplitude um grande equilíbrio”. Um lote de Touriga Nacional e uvas provenientes de Vinhas Velhas, com mais de 80 anos.

Já o Burmester Quinta do Arnozelo Vintage 2019 — de Touriga Nacional, Touriga Francesa e Tinta Roriz — deu origem a 6591 garrafas de 750ml e 91 Magnum, um Vintage que a Sogevinus considera “elegante, bem ao estilo da casa Burmester, […] a mais pura expressão da excelência do terroir Quinta do Arnozelo”. 

O Cálem Vintage 2019 é, por sua vez, segundo Carlos Alves, “robusto, encorpado e vibrante”, e deste foram feitas 3992 garrafas de 750ml e 24 Magnum. No seu lote temos Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinta Roriz e Sousão.

Por último, mas não em último, o Barros Vintage 2019, de “perfil atraente que lhe permite ser desfrutado ainda jovem, ideal para quem se inicia na categoria, não obstante o seu potencial de guarda”, como sublinha o produtor. Deste, resultaram 4112 garrafas de 750ml e 54 Magnum. Touriga Nacional, Touriga Francesa e Tinta Roriz compõem o lote, que é ainda “temperado” com uma pequena parte de Sousão.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][divider line_type=”Full Width Line” line_thickness=”1″ divider_color=”default”][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]

Siga-nos no Instagram

[/vc_column_text][mpc_qrcode preset=”default” url=”url:https%3A%2F%2Fwww.instagram.com%2Fvgrandesescolhas|||” size=”75″ margin_divider=”true” margin_css=”margin-right:55px;margin-left:55px;”][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]

Siga-nos no Facebook

[/vc_column_text][mpc_qrcode preset=”default” url=”url:https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fvgrandesescolhas|||” size=”75″ margin_divider=”true” margin_css=”margin-right:55px;margin-left:55px;”][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]

Siga-nos no LinkedIn

[/vc_column_text][mpc_qrcode url=”url:https%3A%2F%2Fwww.linkedin.com%2Fin%2Fvgrandesescolhas%2F|||” size=”75″ margin_divider=”true” margin_css=”margin-right:55px;margin-left:55px;”][/vc_column][/vc_row]

Kopke, Burmester, Cálem e Barros declaram Porto Vintage 2016

Kopke, Burmester, Cálem, Barros, Porto Vintage 2016

ARTIGO ACTUALIZADO À semelhança de outras marcas, as Casas de Vinho do Porto que constituem o grupo Sogevinus Fines Wines já declararam a colheita de 2016 como Porto Vintage clássico. Carlos Alves, enólogo para Vinhos do Porto, disse que “2016 Foi um ano particularmente desafiante. Tivemos que ter um conhecimento profundo do estado das uvas […]

ARTIGO ACTUALIZADO À semelhança de outras marcas, as Casas de Vinho do Porto que constituem o grupo Sogevinus Fines Wines já declararam a colheita de 2016 como Porto Vintage clássico. Carlos Alves, enólogo para Vinhos do Porto, disse que “2016 Foi um ano particularmente desafiante. Tivemos que ter um conhecimento profundo do estado das uvas na videira, pois cada casta e cada parcela de vinha evoluíram a ritmos distintos. Saber esperar claramente compensou (…)”. Esta declaração abrange as quatro marcas da casa: Kopke, Burmester, Cálem e Barros. Cada um terá o seu perfil próprio, mas os quatro Porto Vintage só estão à venda en primeur a parceiros comercias. Se os quiser adquirir como consumidor terá de esperar até ao último trimestre deste ano. Os preços já foram, entretanto, anunciados. O Burmester vai custar €70; o Cálem €67; o Kopke €80 e o Barros €55.