Eventos

Bairrada de Excelência, em Lisboa

By 19 Dezembro, 2018 Sem comentários

Lisboa recebeu um evento da região da Bairrada que deu a mostrar um belo leque de vinhos desta região. Foi apenas para profissionais, mas correu muito bem.

TEXTO António Falcão FOTOS Ricardo Palma Veiga

Bairrada de Excelência foi o nome dado a este evento, que ocupou uma só tarde e decorreu no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. A iniciativa foi da Comissão Vitivinícola da Bairrada, presidida por Pedro Soares, e teve a produção da Grandes Escolhas. O evento reuniu um invejável conjunto de produtores da região e teve a presença de algumas centenas de profissionais da restauração e do retalho de vinhos, incluindo muitas garrafeiras da capital (e não só).
Para além dos vinhos digamos, normais, este tipo de eventos, de âmbito mais limitado, dá a oportunidade aos produtores de trazerem vinhos ‘especiais’, sejam eles experiências ou colheitas de tiragem muito limitada. Um chefe de sala de um reputado restaurante lisboeta deliciava-se exactamente com estes vinhos, porque lhe dava a oportunidade de provar vinhos ‘fora da caixa’. Na mesa ao lado, um escanção de um restaurante nos arredores de Lisboa realçava a prova de vinhos já com uns bons anos em cima. E, como se sabe, os néctares da Bairrada costumam envelhecer muito bem… Parece que tanto um como outro estariam ali em horário de trabalho, pelo que pediram anonimato.
Outra voz confirma-nos isto e mais: pela experiência deste gestor de garrafeira (de várias décadas no ramo), “os vinhos da Bairrada estão cada vez melhores”. Nada de novo, diremos nós a concordar: das conversas que fomos tendo, é mais do que consensual que a região tem feito um enorme progresso na qualidade média dos vinhos nos últimos anos. É verdade que a Bairrada sempre teve grandes vinhos, mas o que se destaca hoje já não é só o produtor x ou y, com décadas de histórico e de grandes vinhos, a puxar a região para cima. Hoje, todos se podem orgulhar dos vinhos que apresentam, em todos os estilos e feitios, do mais consensual e moderno ao mais, digamos, ‘radical’

Conhecer a região

Do evento constaram ainda duas master classes, orientadas por Luís Lopes, director desta revista e conhecedor profundo da região. Numa delas, Luís Lopes falou de vinhos da Bairrada, orientando a prelecção sobre vinhos com boa relação qualidade/preço. De facto, a Bairrada tem de tudo um pouco, desde o vinho não-generoso mais caro de Portugal (sabia?) a um bom conjunto de néctares que oferece muito pelo preço. Tanto nos tintos como nos brancos, e ainda, porque não, nos rosés. A outra masterclass foi dirigida aos espumantes, a grande especialidade da região, campeã nacional na categoria em termos de vendas. E não deverá andar também longe na relação qualidade/preço. Luís Lopes não esqueceu a nova categoria Baga Bairrada, criada há poucos anos para englobar os espumantes feitos predominantemente com a casta Baga, e que tão boa conta tem dado de si.
No final, a opinião geral era de que o evento foi curto na duração, mas intenso na divulgação. E permitiu a muitos profissionais da capital terem acesso a vinhos que, de outra forma, poderiam ter escapado à prova. Para a Bairrada, esta foi sem dúvida uma mais-valia. Afastada da ribalta das grandes quotas de mercado (até pela sua dimensão, mas excluindo os espumantes), a Bairrada sempre tem a ganhar quando se provam os seus vinhos. E se esquecem assim quaisquer preconceitos que possam existir…

Edição Nº15, Julho 2018

Escreva um comentário