Notícias

Sogrape aposta em Portalegre

By 11 Setembro, 2018 Sem comentários

A sub-região do Alentejo tem dado que falar, com várias empresas de dimensão a apostar em propriedades vitivinícolas no terroir singular da Serra de São Mamede.
Depois da Symington e da Fundação Eugénio de Almeida, foi agora a vez da maior vinícola nacional, a Sogrape que, com a ambição de alargar o seu portefólio de vinhos do Alentejo adquiriu a Quinta do Centro, em Reguengo, Portalegre, previamente detida pelo jornalista de vinhos britânico Richard Mayson. A quinta, localizada em meia-encosta, entre os 500 e os 600 metros de altitude, tem um total de 21 hectares, 13 de vinha, dos quais 2,5 são de vinhas velhas com cerca de 70 anos. O encepamento actual inclui Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet, Grand Noir, Syrah, Viognier, Touriga Nacional e Cabernet Sauvignon. A adega, inserida na propriedade, tem capacidade para vinificar 100 000 quilos e para envelhecer 18 000 litros de vinho em barricas, no seu armazém subterrâneo.
A Sogrape detém desde 1996 a Herdade do Peso, na Vidigueira, com 120 hectares de vinha, onde baseia a sua produção de vinhos do Alentejo, abrangendo diversos segmentos de preço. A Quinta do Centro, em Portalegre, está quase exclusivamente vocacionada para produtos de nicho. “A ambição é produzir vinhos de grande qualidade”, disse a Sogrape em comunicado oficial, aproveitando o potencial daquele microclima de características únicas, que tem tornado Portalegre num “must-have” para as grandes empresas do sector.

Escreva um comentário