Home-SliderNotíciaNotícias

Aí está, o Barca-Velha 2011

By 11 de Setembro, 2020 Sem comentários

Luís Lopes

A 20ª colheita do mais emblemático vinho do Douro foi hoje oficialmente apresentada e vai chegar ao mercado no início de outubro. O Barca-Velha aparece apenas algumas vezes por década (2000, 2004 e 2008 foram as colheitas anteriores), mas há muito que os apreciadores apostavam que, dada a excelência da vindima, 2011 não falharia. E assim aconteceu.

Luis Sottomayor, que lidera a enologia da casa Ferreirinha desde 2007, fez questão de confirmar isso mesmo: “Quando este vinho nasceu, percebemos logo que seria destinado a Barca-Velha”, disse durante a apresentação, que teve lugar na Quinta da Granja, contígua à Quinta da Leda. Mas ainda assim, foi preciso ultrapassar com distinção o grande teste do tempo. Nas barricas, primeiro, e depois na garrafa, foi sendo acompanhado e avaliado ao longo de nove anos, até Luis Sottomayor e a sua equipa tomarem a decisão final, uma espécie de Habemus Papam vínico: temos Barca-Velha!

Elaborado com 45% de Touriga Franca, 35% de Touriga Nacional, 10% de Tinto Cão, e de 10% de Tinta Roriz, uvas do Douro Superior recolhidas em diversas parcelas e diferentes altitudes na Quinta da Leda, o vinho passou cerca de 18 meses em barricas de carvalho francês antes de ser engarrafado em maio de 2013. Luis Sottomayor definiu-o como “um leão dominador, um vinho que diz ‘estou aqui’, cheio de garra e valentia”. Curiosa analogia na boca do fervoroso adepto de um clube mais associado a outro animal, mas que Luis graciosamente reformulou para “um leão com alma de dragão”…

O Barca-Velha de 2011 é de facto um vinho impressionante, de enorme profundidade e complexidade, que faz inteira justiça ao fabuloso histórico da marca criada em 1952, à extraordinária vindima que o originou, e ao Douro enquanto região de excelência. O preço a que chegará ao mercado é uma incógnita, já que as variações são muitas entre as lojas especializadas, sobretudo nos primeiros meses de lançamento, mas se tivermos em conta que o 2008 está “tabelado” a €685, o 2011 deverá ser daí para cima. Como se fizeram 30 mil garrafas, quem quiser ter uma ideia do valor movimentado pelo Barca-Velha é só fazer as contas…

Escreva um comentário