Os Melhores Vinhos do Dão Engarrafados 2017
Os dois grandes vencedores do VIII Concurso "Os Melhores Vinhos do Dão Engarrafados 2017

Somontes branco 2016 (Passarela – Sociedade de Vinhos) e Fonte do Ouro Reserva Especial Touriga-Nacional tinto 2015 (Sociedade Agrícola Boas Quintas) foram os grandes vencedores, ex-aequo, do VIII Concurso “Os Melhores Vinhos do Dão Engarrafados 2017”. Por isso ganharam o título de “O melhor dos melhores” e Medalha de Ouro. Os jurados do concurso deram ainda pontuação para mais duas Medalhas de Ouro e Prémio Prestígio: Cabriz Reserva tinto 2013 (da Global Wines) e Casa da Ínsua branco 2015 (Empreendimentos Turísticos Monte Belo).

Esta edição do concurso, que reuniu 138 vinhos, viu ainda serem outorgadas 28 Medalhas de Ouro e 4 Medalhas de Prata.

Quanto às vinhas, que também foram objecto de concurso, o Ouro foi para Joaquim António Santos Carvalho com a parcela Atalaia; a Prata para a parcela Quinta da Regada da empresa Madre de Água, e o Bronze para a Quinta da Fata com parcela homónima.
A lista completa dos premiados dos dois concursos pode ser consultada em cvrdao.pt.

A cerimónia decorreu mais uma vez na Pousada de Viseu e contou com um grande conjunto de produtores da região e várias autoridades locais. O apresentador, Luís Lopes, director da Grandes Escolhas, deu a palavra às várias entidades envolvidas, começando por Arlindo Cunha, Presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Dão: “É este Dão que se encontra com as suas tradições hereditárias que queremos hoje apresentar”, dando o mote para o Presidente do município de Viseu, que referiu que “A vinha tem um papel fundamental, não só na paisagem, mas também na defesa da própria região”. Por sua vez, o Vice-presidente do Instituto da Vinha e do Vinho, Francisco Rico, reforçou o papel importante dos produtores e da marca Vinhos de Portugal, confessando que “O sucesso do vinho do Dão não acontece por acaso, é um trabalho sistemático dos produtores tanto na adega, como na promoção. Hoje, Portugal faz uma das melhores campanhas de acção e de promoção do seu vinho no mercado internacional”. (texto de Mariana Lopes e António Falcão)

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here