Home-SliderNotíciaNotícias

Falua adquire quinta emblemática em Monção

By 23 de Março, 2021 Sem comentários

O grupo francês Roullier — através da sua filial de vinhos em Portugal, a Falua — adquiriu recentemente a Quinta do Hospital, em Monção, fortalecendo a operação de viticultura e produção de vinhos na região dos Vinhos Verdes, onde detém agora uma propriedade com uma área total de 25 hectares, dos quais 10 já dedicados em exclusivo à casta Alvarinho. Em plena sub-Região de Monção e Melgaço, a Quinta do Hospital é uma propriedade totalmente murada com uma casa senhorial – o Solar do Hospital – que remonta ao século XII, período em que D. Teresa terá doado essas terras à Ordem do Hospital, para que os Hospitalários se instalassem no Condado Portucalense. Na Idade Média, os hospitais eram espaços criados dentro do espírito cristão de auxílio ao próximo, destinados a acolher e dar “hospitalidade” a viajantes e peregrinos, o que contribuiu para que a quinta se transformasse num local de apoio aos peregrinos que se dirigiam para Santiago de Compostela.

Equipa da Falua.

Para a administração da Falua, “essa hospitalidade é uma característica do Minho, onde o Vinho Verde é produto de referência alimentar e cultural”. Segundo os actuais proprietários, esta aquisição destina-se não só a recuperar um importante património regional, mas também a reforçar o papel do Alvarinho de Monção e Melgaço enquanto agente de afirmação do território.

Com uma fachada brasonada do século XVI, a Quinta do Hospital localiza-se na freguesia de Ceivães, concelho de Monção. A Falua, sediada em Almeirim, conta com 25 anos de actividade no sector. O investimento na Quinta do Hospital cumpre o objectivo de potenciar todas as actividades do Grupo Roullier em Portugal, em particular na produção vitivinícola. 

Siga-nos no Instagram
Siga-nos no Facebook
Siga-nos no LinkedIn

Escreva um comentário