Home-SliderNotíciaNotícias

Herdade da Rocha, uma adega que não deixa ninguém indiferente

A cave de barricas da Herdade da Rocha

Foi inaugurada com pompa e circunstância uma nova unidade vinícola no concelho do Crato que promete deixar os visitantes surpreendidos. Falamos da Herdade da Rocha, um empreendimento pessoal do empresário do ramo mobiliário Mário Rocha que assim cumpriu um desejo acalentado desde o momento em que visitou pela primeira vez a propriedade e se apaixonou pelo local. As primeiras vinhas foram lançadas logo em 2019 e ocupam hoje cerca de 10 hectares dos 60 que compreendem a herdade. As variedades tintas compreendem o Alicante Bouschet, Syrah, Touriga Nacional e Touriga Franca. As brancas assentam no Alvarinho, Arinto e Viognier.
Foi, porém, só em 2014 que foi decidido construir uma adega e posteriormente o alojamento turístico e o campo de golfe que abriram já em 2017. Acabou por demorar um pouco mais a construção do imponente edifício de 2.000 metros quadrados agora solenemente inaugurado com a presença de diversas individualidades, entre as quais o Secretário de Estado da Valorização do Interior, do Presidente da Câmara do Crato e do Prémio Nobel da Paz, Ramos Horta, amigo pessoal do empresário.

Inauguração da Herdade da Rocha (foto João Fonseca)

A presença de Ramos Horta foi ainda pretexto para uma homenagem ao laureado e outra inauguração de um pequeno monumento denominado “Retiro da Paz”, erguido no topo de uma rocha, em que se pretende criar um espaço de recolhimento e meditação.
Quanto à Adega ela impressiona pela dimensão, pelo traço arrojado da sua arquitectura, obra do próprio Mário Rocha, e pelas inúmeras obras de arte que a mesma incorpora, fruto da colaboração de vários artistas amigos. De destacar os três lagares de granito colocados na zona de vinificação, com um pé direito de 8 metros e profusamente decorada com gigantescos grafitis. A sala das barricas é um espaço bem mais intimista, mas não menos imponente, pelo revestimento de todas as paredes e abóbada com ripas de madeira num efeito bem surpreendente. Impressionante também as grandes portas de madeira maciça, esculpidas pelo artista Paulo Neves, contruídas a partir da árvore Cryptomeria, de origem japonesa, e cujo exemplar foi encontrado nos Açores.
À frente do projecto, está hoje a filha do proprietário, Mária Rocha, formada em hotelaria e turismo, e que também dirige o negócio do enoturismo em que a propriedade aposta forte.
Apesar da recente inauguração, os vinhos da Herdade da Rocha, cuja enologia está a cargo do enólogo Rui Reguinga, já estão no mercado desde ‒. Fazem parte do portefólio da empresa as marcas Couto Saramago (branco, tinto e rosé) e Herdade da Rocha, nas variedades branco Reserva, tinto Selection, Alicante Bouschet, tinto Amphora e tinto Reserva Especial. (texto de João Geirinhas, fotos cortesia Herdade da Rocha)

Escreva um comentário