Eventos

Jantar vínico inaugura celebrações dos 100 anos da Poças

Familia Poças

Pedro Lemos, do Porto e Alexandre Baumard, de Bordéus, vão preparar, a quatro mãos, o jantar que assinala o início das comemorações do centenário da casa Poças, produtora de vinhos do Porto e Douro.
O dueto gastronómico está marcado para o dia 17 de Janeiro, pelas 20h30, no restaurante Pedro Lemos (no Porto), e propõe criar um diálogo entre dois autores de uma cozinha criativa e alicerçada na tradição gastronómica de Portugal e França. Artífices de sabores, ambos aprenderam com grandes chefes e o seu trabalho do dia 17 vai ser complementado com bons vinhos do Porto/Douro e de Bordéus e de duas famílias produtoras de vinho: a Poças e a Boüard.

Alexandre Baumard

O chefe Alexandre Baumard (foto de Frederic Guy)

O encontro vale ainda pelo lugar, o de Pedro Lemos, na velha Foz do Douro, zona histórica e emblemática da cidade, mas também pela memória e história do projecto convidado, o restaurante Logis de la Cadène, fundado em 1848 na encantadora vila medieval de Saint-Emilion, localizada no coração da região vinhateira de Bordéus, e actualmente propriedade da família de Hubert de Boüard.
Enólogo e produtor de casas afamadas de Bordéus – Châteaux Angélus e La Fleur de Boüard  – Hubert de Boüard é consultor da Poças para os vinhos DOC Douro desde 2014. Desta parceria e troca de experiências nasceu a ideia de um momento celebrativo conjunto dos 100 anos da casa Poças, envolvendo lugares e pessoas das duas regiões capazes de oferecer prazeres à mesa com finesse, criatividade e modernidade.
O jantar tem o preço de 110 euros por pessoa e as reservas podem ser efectuadas para o número 220 115 986.

Os 100 anos da Poças
O programa da celebração do centenário da Poças anuncia um ano pleno de iniciativas, estando previsto o lançamento de um Vinho do Porto com quase 100 anos, feito pelo próprio fundador da Poças, Manoel Domingues Poças Júnior, e de um DOC Douro Touriga Nacional. Será também editado o livro “100 anos, 100 objetos”, o qual nasceu da necessidade de organizar e catalogar informação dispersa sobre a história da empresa. Este trabalho tornou-se mais premente com a recuperação de armazéns da Poças, actualmente em curso, e durante a qual foram encontrados diversos objectos históricos. “Este livro vai contar a história da empresa, mas também a história do Vinho do Porto”, adianta Pedro Poças Pintão, director comercial da Poças e um dos elementos da quarta geração à frente da gestão da empresa.

Em 2018, a empresa vai também concluir as obras que permitirão alargar e melhorar a experiência de enoturismo nas suas instalações na zona histórica de Vila Nova de Gaia.

A Poças nasceu em 1918, pela mão de Manoel Domingues Poças Júnior, bisavô de quatro membros da atual administração da empresa e avô dos restantes dois. É uma das poucas empresas de Vinho do Porto que nasceu portuguesa e se mantém na posse da mesma família, sendo uma referência histórica nos vinhos dos Porto, mas também com percurso consolidado na produção de vinhos DOC Douro, gama que produz desde o início dos anos 90. A empresa possui três quintas no Douro e exporta cerca de 90% da sua produção.

 

Escreva um comentário