Home-SliderNotíciaNotícias

Noval compra Quinta do Passadouro

By 21 de Agosto, 2019 Sem comentários

A notícia caiu nas redacções, através de um comunicado de imprensa da AXA Millésimes, a empresa detentora da Quinta do Noval. Christian Seely, Diretor Geral da AXA Millésimes e da Quinta do Noval escreve que “É com muito prazer que anuncio que adquirimos a Quinta do Passadouro à família Bohrmann, nossos vizinhos e amigos há muitos anos”.
A vinha do Passadouro é composta por duas parcelas principais, ambas semelhantes às parcelas da Quinta do Noval. Uma parcela no vale do Pinhão, onde se encontra a maioria da vinha da Noval, e que é considerado um dos melhores terroirs de vinha do Douro. E outra parcela no Roncão, onde a Noval também tem uma área de vinha importante. Diz ainda o comunicado que “os Vintages da Quinta do Noval são produzidos com uvas dos vales do Pinhão e do Roncão, e conhecemos a qualidade das vinhas vizinhas do Passadouro”.
A equipa do Passadouro vai continuar na Quinta e vai-se juntar à equipa dedicada da Quinta do Noval. “Desejamos manter a marca Quinta do Passadouro, que tem vindo a produzir vinhos impressionantes – vinhos do Porto e vinhos tintos do Douro – sob a gerência da família Bohrmann”, diz ainda o comunicado. Os 36 hectares da Quinta do Passadouro juntam-se aos 145 hectares da Noval, perfazendo uma área de vinha total de 181 hectares.
Christian Seely referiu ainda que “o Passadouro foi cuidado com carinho pela família Bohrmann durante muitos anos, e estamos muito felizes por adquirir esta fantástica propriedade, e de poder continuar o excelente trabalho iniciado quando a vinha foi comprada por Dieter Bohrmann em 1991. As vinhas do Passadouro vão ser tratadas pela Quinta do Noval com a mesma devoção e estamos ansiosos por produzir muitos grandes vinhos neste lugar tão especial”.
Ans Bohrmann, administradora & co-proprietária da Quinta do Passadouro comenta:“Estamos encantados por ter encontrado um novo e forte proprietário para a Quinta do Passadouro, que subscreve a nossa filosofia de vinhos e que, a longo prazo, garantirá o futuro desta magnifica propriedade”.

Escreva um comentário