Notícia

Portugal, uma aposta certa

By 26 de Fevereiro, 2018 Sem comentários

Das muitas provas efectuadas durante o evento Grandes Escolhas Vinhos & Sabores selecionei um conjunto de vinhos de excelência que exaltam a qualidade do que hoje se faz em Portugal e são perfeitos para celebrar a época natalícia.

 

TEXTO Dirceu Vianna Junior MW FOTOS Ricardo Palma Veiga

O avião tocou na pista do aeroporto de Heathrow, em Londres, após um longo dia em Lisboa. Confesso que estava um pouco cansado. Poucos dias antes havia retornado de uma longa viagem que fiz ao Chile e à Argentina e desta vez foram quatro dias intensos que passei em Lisboa durante o evento Grandes Escolhas Vinhos & Sabores. Logo após a aterragem, o comandante da aeronave anunciou que a temperatura local era de 6 graus. No início eu pensei que tinha ouvido mal, pois o termómetro marcava cerca de 20ºC quando saí de Londres, apenas três dias antes.

O meu medo foi confirmado quando, sem casaco, me aproximei da porta do avião. Por um momento, pensei que seria melhor ter ficado curtindo o tempo ensolarado de Lisboa com boa comida, excelente companhia e belos vinhos.

O ano de 2017 foi decisivo na minha vida. Depois de 28 anos, decidi dar adeus ao meu trabalho num grande “merchant” de vinhos e seguir os meus próprios passos. Foi um ano desafiador, mas imensamente gratificante. Entre várias atividades de consultorias técnicas e comerciais que faço, decidi investir tempo e expandir o meu conhecimento sobre vinhos portugueses e também compartilhar o pouco que sei. Essa decisão ajudou a fortalecer relacionamentos antigos, conhecer pessoas novas e incríveis. Entre várias atividades consegui retornar mais vezes a Portugal e aproveitar um pouco mais da cultura, culinária e bons vinhos. Gostei da experiência e por esse motivo optei inclusive por passar as férias com a família numa pequena aldeia no norte do país, mas desta vez longe das grandes cidades.

Eu tinha muitas razões para apostar em Portugal. Tenho acompanhado uma transformação gradual e observado os padrões de qualidade a progredir e melhorar ano após ano. É verdade que ainda existem muitas coisas que produtores individualmente e que a indústria como um todo precisam aperfeiçoar e desenvolver. No entanto, o evento organizado pela VINHO Grandes Escolhas em Lisboa não deixou nenhuma dúvida e posso dizer com convicção que eu acredito que o futuro do vinho português é promissor.

A qualidade de alguns dos grandes vinhos clássicos de Portugal é tão boa, se não melhor, do que qualquer outro país produtor de vinho do mundo. As regiões menos conhecidas que estiveram nas margens há décadas, como Beira Interior e Trás-os Montes, estão começando a mostrar sinais do que são capazes de alcançar.

A geração mais velha de enólogos demonstra experiência, convicção e parece refinar as suas habilidades em cada vindima que passa. Talvez estejam percebendo a força e energia da nova geração de enólogos que vem a seguir com outras ideias, vitalidade, dinamismo e sem medo de explorar novos conceitos. Experimentei vinhos muito bons e criativos de jovens enólogos que confirmaram que o meu instinto estava realmente correcto. Por todos esses motivos, é hora de celebrar.

Celebrar com vinho português
Então, vamos levantar um copo e comemorar – afinal o Natal está aí à porta. Por algumas semanas o mundo vai ficar envolvido por uma espécie de brilho mágico onde as pessoas parecem mais felizes. Foi o Papa Júlio I que proclamou, em 350 Dc, que 25 de Dezembro seria o dia oficial da festa do aniversário de Jesus Cristo. A cidade de Riga, na Letônia, alega ter sido o lugar onde a primeira árvore de Natal foi decorada, em 1510. As tradições variam enormemente ao redor do mundo.

Nas Filipinas, as populações constroem lanternas gigantes iluminadas que podem chegar a ter seis metros de diâmetro. Na Noruega, as pessoas escondem as suas vassouras para evitar serem roubadas pelas bruxas e espíritos malignos; na Suécia, desde 1966, uma cabra de 13 metros de altura é construída no centro de Gävle’s Castle Square; em Toronto, a celebração intitulada ‘Cavalcade of Lights’ marca o início oficial do feriado; e, no Japão, mais de 3,6 milhões de famílias comemoram o natal com um ‘take-away’ da companhia americana Kentucky Fried Chicken. Um pouco estranho, mas talvez um bom espumante de Távora-Varosa ou da Bairrada, ou ainda um leve e refrescante Vinho Verde, possa servir para dar mais vida à festa dos japoneses.

Em Portugal, o bacalhau é o rei do Natal em várias mesas e ocupa um lugar de destaque durante a celebração. Outros preferem raia frita, polvo cozido ou cabrito assado. No Brasil, como em certas partes de Portugal também, peru recheado é um dos pratos típicos servidos.

Para ajudar na celebração elaborei uma lista dos melhores vinhos que tive oportunidade de provar durante o evento Grandes Escolhas Vinhos & Sabores deste ano. São vinhos de diferentes regiões e estilos distintos, porém com algo em comum: qualidade excepcional. Por si só, ou combinados com um bom prato, estes vinhos certamente ajudarão a enriquecer qualquer festa, especialmente uma celebração com as suas famílias e bons amigos.

Pensando nessa lista, realmente dá vontade de pedir ao comandante da aeronave que me trouxe de volta ao frio de Londres para me levar de regresso a Portugal. Um brinde a todos e que o próximo ano seja repleto de boas surpresas, novos amigos, crescimento espiritual, sucesso profissional, saúde e paz.

Vinhos recomendados
Coche by Niepoort (Douro branco 2015)
Niepoort
18,5 valores
PVP € 58

Vértice (Douro Espumante Gouveio branco 2008)
Caves Trasmontanas
18 valores
PVP € 25

Envelope (Dão branco 2016)
Magnum-Carlos Lucas Vinhos
18 valores
PVP € 40

Maria Izabel Vinhas Velhas Vinhas da Princesa (Douro branco 2015)
Quinta Maria Izabel
18 valores
PVP € 41,46

AdegaMãe Terroir (Reg. Lisboa branco 2014)
Adega Mãe
18 valores
PVP € 39

Anselmo Mendes Tempo (Vinho Verde Monção e Melgaço branco 2015)
Anselmo Mendes
18 valores
PVP € 70

Villa Oliveira Primeira Edição L2010-2015 (Dão branco)
O Abrigo da Passarella
18 valores
PVP € 50

Escreva um comentário