Notícias Vinho

Vieira de Sousa: Um Porto do ‘outro mundo’ e outras novidades

By 7 Dezembro, 2018 Sem comentários

Novo episódio glorioso na história do Vinho do Porto, com mais uma casa produtora a lançar um vinho perfeito – um Porto de homenagem engarrafado num espetacular decante de cristal. A par deste lançamento especial, provámos as novidades DOC deste produtor 100% familiar.

TEXTO Nuno de Oliveira Garcia

É disto que o Douro é feito, não hesito em pensar durante a apresentação do Vinho do Porto 90 Homenagem a António Vieira de Sousa… Encontro-me perante um produtor familiar como tantos outros no Douro, com mais de cinco gerações e muitos anos a produzir uvas e vinhos para famosas casas exportadoras de Porto. Neste caso, trata-se ainda de uma família com um património invejável – cinco propriedades, um número muito significativo de hectares plantados com vinha e um significativo stock de vinhos do Porto.

A mais nova geração da família, Luísa e Maria Eduarda Vieira de Sousa, irmãs, tomam conta do projeto. Luísa, sendo jovem, é a mais velha, enóloga de formação e vocação, e foi a primeira a ‘meter a mão na massa’. Maria Eduarda chegou um pouco depois ao projeto, é a responsável pelo marketing e vendas e calcorreia meio mundo em feiras e provas de vinhos.

Os vinhos Douro são a aposta mais recente. Nesta prova, foram os brancos que mais nos surpreenderam, quer o Alice Vieira de Sousa de 2017, entrada de gama e sem ver madeira, quer o topo Vieira de Sousa 2016, fermentado em barrica de carvalho francês. Ambos os vinhos saem das vinhas com maior altitude, na Quinta da Fonte, em Celeirós, terroir entre Sabrosa e Provesende, e são um sucesso na exportação. Quanto aos Portos, o bestseller da casa é, curiosamente, também branco, um lote de 10 Anos ligeiramente mais seco do que o habitual. Para os tintos, Luísa tem à sua disposição três quintas em lugares nobres do Cima Corgo, a saber: Ronção Pequeno (Roncão), Quinta do Fojo Velho (Vale de Mendiz) e Quinta da Água Alta (Gouvinhas). Desta última propriedade é lançado agora um Porto Vintage de quinta, que fará companhia ao Vintage Vieira de Sousa já editado em anos anteriores. Quanto aos tintos DOC, a novidade é o Reserva (o Grande Reserva só sairá no próximo ano) e mantem a linha de vinhos carnudos e intensos, assentes em alguma vinha velha e em Touriga Franca, a casta que mais tem surpreendido Luísa na adega.

O grande destaque vai, todavia, por inteiro para o Porto velho lançado em homenagem a António Vieira de Sousa, pai de Luísa e Eduarda, que comemora este ano 90 anos de idade! Homem que fez carreira na indústria, sem nunca olvidar as propriedades durienses da família, vê merecidamente ser-lhe atribuída esta homenagem familiar. Trata-se de um vinho incrível que se encontrava numa única barrica e que, pela sua qualidade, não necessitou de qualquer correção antes do engarrafamento. Um vinho com seguramente mais de 90 anos de casco, de enorme concentração, densidade e doçura mas também de notável acidez (acidez total de 8 g/l), como que a querer revelar um dos maiores segredos do Vinho do Porto assentes em evolução em madeira e que se resume numa frase: um vinho bom em jovem é melhor ainda em velho. Absolutamente fabuloso!

19,5 A €2200 (500ml)
António Vieira de Sousa 90 anos
Porto Very Old
Vieira de Sousa Wines & Vines

Incrível aroma, imensamente complexo e prazeroso, com notas, entre outras, de anis, nougat, caramelo salgado, toque salino também. Enorme concentração e acidez na boca, fantástica e surpreendente frescura, longo e cremoso sem ser pastoso, equilibradamente doce (lembra torrão de gema) e fino. Muito limpo e com um final de boca inesquecível. A essência do Douro! (20%)

Edição nº 20, Dezembro 2018

Escreva um comentário