Grande Prova

Brancos do Dão: Encruzado é a estrela

By 15 Dezembro, 2017 Sem comentários

Numa prova de brancos do Dão, a uva Encruzado é a estrela que mais brilha. Não sendo a casta mais plantada, longe disso, é a que todos assumem como a que melhor exprime as virtudes da região. Na sombra ficam todas as outras variedades, algumas até com maior peso histórico…

 

TEXTO João Paulo Martins FOTOS Ricardo Palma Veiga

SE este painel de prova tivesse tido lugar em 1990, a classificação final não teria um único vinho de Encruzado. Por várias razões, sendo que a mais evidente é que não havia na altura vinhos varietais no Dão e, claro, de Encruzado também não. Região antiga (demarcada em 1908), com muitos pergaminhos em termos de fama e prestígio, o Dão sempre foi terra de vinhos de lote, quer em brancos quer em tintos.

Ainda hoje, salvo os famosos brancos de Encruzado do Centro de Estudos de Nelas, não é possível provar vinhos desta casta anteriores a 1990. A sua fama chegou com a moda dos vinhos varietais, que, no Dão, acabou por trazer para o conhecimento do grande público outros vinhos, como sejam os brancos de Malvasia Fina, de Verdelho (Gouveio), de Bical e, mais recentemente, de Barcelo. Este fenómeno estendeu-se também aos tintos, como sabemos.

Uma história breve
Ao contrário de outras castas portuguesas que chegam a ter histórias seculares, a casta Encruzado é relativamente recente, com um trajecto documentado de cerca de 70 anos. Foi no final dos anos 50 que Alberto Vilhena, do Centro de Estudos Vitivinícolas do Dão, em Nelas, começou a fazer plantações desta variedade e vinificações parcelares das castas ali plantadas na Quinta da Cal. Foi assim que se foi percebendo o potencial desta variedade e ficaram célebres os brancos de Encruzado dos inícios dos anos 60. Diz-se hoje na Sogrape (já presente na região desde os anos 50, através da Vinícola do Vale do Dão) que foi da prova quer destes brancos, quer dos tintos varietais, nomeadamente de Touriga Nacional, que veio o impulso final para o investimento que resultou depois na Quinta dos Carvalhais.

Foi então preciso esperar pela renovação da região, através do movimento dos produtores-engarrafadores, para, nos anos 90 do século passado, se assistir ao renascer do Dão. Aos poucos foram perdendo protagonismo as grandes marcas, do Dão Pipas ao Terras Altas, do Meia Encosta ao Porta dos Cavaleiros. Surgiram os vinhos de quinta e eles são hoje o farol da região, aqueles por quem os consumidores mais exigentes chamam. E com eles surgiu também uma maior atenção às castas, aos vinhos monovarietais e, consequentemente, aos Encruzado. Apesar da fama, a casta Encruzado está longe de ser a mais plantada na região. A Malvasia Fina ocupa cerca de 740 hectares, contra 226 do Encruzado. E mesmo a casta Fernão Pires (que poucos referem quando se fala de Dão) ocupa 573ha e a Bical (também localmente conhecida por Borrado das Moscas ou Pintada dos Pardais) também está fortemente representada, com cerca de 357ha. A casta Síria, mais conhecida por ter forte presença na Beira Interior, é aqui mais plantada do que o Encruzado, ocupando 276ha dos vinhedos. Já a nova coqueluche de que todos falam – a variedade Uva Cão – não representa ainda quase nada, ficando-se por cerca de 30ha. Mas, segundo diversos produtores locais, é provável que aquela área aumente, tirando partido da enorme acidez que a casta tem e que tão bem resulta depois em lotes com outras menos expressivas.

Lotes, sim ou não?
Como já se referiu atrás, a tradição da região assentava em vinhos de lote onde pontificavam várias castas, por norma misturadas na vinha. Depois dos anos 90, quando se iniciou a “febre” dos vinhos varietais, estes ganharam primazia e os vinhos de lote passaram a ser menos falados. Este fenómeno, que também aconteceu noutras regiões, ganhou no Dão um perfil especial, exactamente devido à personalidade da casta Encruzado, a tal que um crítico americano apelidou de “responsável” pelos Borgonhas em versão lusa, ou seja, os brancos do Dão.

É claro que no futuro próximo se irá continuar a falar muito desta casta que teima em não sair da região (ao contrário de outras que se espalharam pelo país) mas o Dão é rico também por causa da diversidade que as suas vinhas velhas apresentam. Ali podem encontrar-se castas como a Terrantez, a Rabo de Ovelha, a Branda, o Cerceal-Branco ou o Semillon – e é da complementaridade entre estas variedades, quase sempre residuais nas vinhas velhas, com as que predominam nos vinhedos que nascem a complexidade e a riqueza da região.

A casta mais plantada, a Malvasia Fina, não teve entre os vinhos que agora provámos a mesma representatividade que possui efectivamente na região. É uma casta também muito presente no Douro e que ganha muito com alguns anos de garrafa, renascendo então com aromas evolutivos de qualidade notável.

A tradição, que impunha os brancos do Dão e da Bairrada como sendo os mais longevos do país, continua a ser válida e por isso estes são os vinhos que mais frequentemente encontramos quando descobrimos alguém com vinhos velhos em casa. Não é por acaso. Eles são muito bons em novos (o que amplamente este painel demonstra) e são melhores ainda quando envelhecem nobremente. Quantos destes vinhos velhos existirão ainda na região, nas garrafeiras particulares, nos restaurantes e nas lojas de vinhos? Um mundo por descobrir, sem dúvida.

A Encruzado e a barrica
As castas têm comportamentos diferentes quando são usadas barricas para a fermentação do mosto e estágio do vinho. A Encruzado obrigou a muitos ensaios para se perceber como se deveria adaptar a barrica ao vinho. Segundo Manuel Vieira, enólogo que desde 1990 tem trabalhado na região, a casta dá-se muito bem com a madeira porque o carvalho novo potencia as qualidades aromáticas que de início são pouco evidentes no Encruzado. Mas foi preciso fazer várias experiências para se concluir que o impacto inicial da madeira nova pode ser muito violento (3 ou 4 meses) e que só deixando o vinho mais tempo na barrica é que os aromas recuperam, integrando então as notas da madeira nova. A experiência também recomendou que é sempre conveniente ter parte do vinho apenas em inox para se poder depois trabalhar o lote final com os Encruzado da barrica. Segundo este enólogo, o uso da madeira usada (sobretudo se for de segunda utilização) ainda pode contribuir para o produto final com alguma complexidade. Barricas mais antigas, só para dar um tom evoluído e mais oxidativo. Na experiência de Manuel Vieira, os vinhos de Encruzado podem ter uma quebra ao fim do primeiro ano e depois, se tudo correr bem, ao fim de 4 ou 5 anos renascem e podem então durar muitos anos.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row]

[vc_empty_space]
[vc_single_image image=”2300″ img_size=”medium” alignment=”center”]
18,5 €32
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta da Pellada Primus” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2015
Quinta da Pellada

Ligeira redução inicial que abre no copo, notas austeras ao lado de outras de tangerina, citrinos muito puros e sofisticados. Na boca dá uma prova de enorme qualidade. Estrutura ao lado de subtileza, é um vinho muito distinto, imponente, que está aqui para durar. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2320″ img_size=”medium” alignment=”center”]
18,5 €35
[td_block_text_with_title custom_title=”Teixuga” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2013
Caminhos Cruzados

Intenso na cor, fruta madura de grande qualidade, notas de tosta, todo ele cheio, amanteigado. Muito bem na boca, com volume, grande estrutura mas vivo e de final muito prolongado. Bastante sofisticado. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2322″ img_size=”medium” alignment=”center”]
18,5 €45
[td_block_text_with_title custom_title=”Varanda da Serra” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”](1500 ml)
Dão branco 2014

Ares do Dão

Aroma muito complexo, de traços minerais e citrinos, a madeira está presente apenas na medida certa. Gordo na prova de boca, com muito boa acidez, formando um conjunto notável de grande nível, com bela expressão granítica. O tempo não passou por ele. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2303″ img_size=”medium” alignment=”center”]
18 €15
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta das Marias Barricas” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2015
Peter Eckert

Aroma de grande qualidade com muito boa barrica envolvida com a fruta, a mostrar um perfil fino e muito elegante. Prova de boca viva, com corpo ajustado e um toque amargo final que resulta extremamente bem. Seco e suculento, muito expressivo, muito longo. (14%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2288″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17,5 €24,90
[td_block_text_with_title custom_title=”Casa de Santar Vinha dos Amores” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2014
Soc. Agríc. de Santar

Aroma de grande qualidade, leve nota láctea, leves fumados, muito harmonioso, com complexidade. Bem na boca, tem acidez muito viva, com final macio e gordo da barrica, a formar um conjunto muito atractivo e bem organizado. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2315″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17,5 €27,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Ribeiro Santo Vinha da Neve” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2015
Magnum – Carlos Lucas Vinhos

Sofisticado no aroma, com uma complexidade muito boa, fruta delicada, leve mineralidade. Muito bem na boca, com belo volume, com finura e barrica de grande qualidade. Com o tempo no copo surgem aromas lácteos e profundos. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2323″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17,5 €35
[td_block_text_with_title custom_title=”Villa Oliveira” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2014
Casa da Passarella

Ligeira evolução no aroma, leve nota de fruto seco, tudo a sugerir que poderá estar agora a chegar ao seu melhor; muito bem na prova de boca, notas de avelãs, conjunto muito afinado, complexo e requintado. Funciona muito bem à mesa. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2282″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17 €10
[td_block_text_with_title custom_title=”Allgo” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado e Uva Cão branco 2016
CMWines

Nariz com fumados de madeira, fruta escondida, notas de folha de limoeiro, austero e profundo. Acidez muito viva, grande frescura citrina (também ajudada pela Uva Cão), tudo em grande forma. Merece guarda porque tem imenso potencial. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2289″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17 €15
[td_block_text_with_title custom_title=”Castelo de Azurara” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2011
Adega Cooperativa de Mangualde

Cor intensa e aroma muito rico, surpreendente, com uma evolução nobre, barrica bem integrada, notas de mel e frutos secos. Boca de muito bom nível, plena de fruta madura e expressiva, muito interessante e atractivo no conjunto. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2293″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17 €9,90
[td_block_text_with_title custom_title=”Fonte do Ouro” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2016
Soc. Agríc. Boas Quintas

Leve redução no aroma aqui a dar um tom mais austero, notas de tosta, alguma sensação láctea, leve floral, madeira presente na
boca, mas sem se sobrepor. Conjunto de muito bom perfil, elegante e leve, tudo a contribuir para uma bela prova. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2301″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17 €25
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta da Alameda” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Reserva branco 2016
Alameda de Santar

Muito limpo de aroma, com bons citrinos e fruta branca, com boa prova de boca, leve nota agri-doce, com boa acidez e um perfil muito afinado. Resulta bem, descontraído, um Dão absolutamente consensual, com muita qualidade. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2311″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17 €33
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta dos Carvalhais Branco Especial” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco
Sogrape Vinhos

Lote de várias colheitas, com Encruzado, Gouveio e Semillon. Presença evidente da madeira, frutos secos, amêndoas, tudo num registo profundo, com estrutura e algum peso. Na boca sente-se um belo amanteigado, notas de tosta, bela complexidade. No ponto para beber. (14%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2318″ img_size=”medium” alignment=”center”]
17 €17
[td_block_text_with_title custom_title=”Soito” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva branco 2016
Soito Wines

Barrica nova de qualidade é perceptível no aroma, conjunto definido e vivo, com um lado jovem, mineral, bastante fresco, tudo muito bem organizado. Muito atractivo também na prova de boca, é um branco ainda jovem mas já cheio de atributos. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2281″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €4,49
[td_block_text_with_title custom_title=”Adro da Sé” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2015
UDACA

Delicado no aroma, madeira bem inserida no conjunto, fino, com fruta citrina de muito bom porte. Muito bem na prova de boca, com grande delicadeza e acidez perfeita. Um branco surpreendente a um preço excelente. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2285″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €9
[td_block_text_with_title custom_title=”Barão de Nelas” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva branco 2014
Carlos Paes de Brito

Lado citrino de fruta, com alguma austeridade, aroma interessante e original, directo e muito ajustado. Atractivo na boca, bom corpo e acidez ajustada, muito gastronómico, notas de menta e limonete, alguns balsâmicos a dar carácter. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2286″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €9,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Borges” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Reserva branco 2014
Soc. Vinhos Borges

Carregado na cor, aroma com notória evolução, fruta bem madura, num estilo clássico, envolvente. Redondo e com volume, com um lado
complexo e cremoso na boca, conjunto muito equilibrado, no ponto para beber. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2287″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €6
[td_block_text_with_title custom_title=”Casa da Ínsua” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2016
Empreendimentos Turísticos Montebelo

Toque de folha de limoeiro no aroma, citrinos evidentes, a tosta da barrica está em fundo. Mostra-se leve e elegante na boca, com muito agradável vivacidade, fruta muito limpa, boa frescura, muita juventude. Conjunto bem desenhado. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2290″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €17
[td_block_text_with_title custom_title=”Centenariae Vineae Vinha do Canez” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2014
Palwines

Muito bem no aroma, notas de flores secas e madeira em dose certa, bastante equilibrado na boca, menos focado na fruta fresca e mais na complexidade e na sólida frescura ácida. Bom perfil e um desenho bem conseguido (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2292″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €7,60
[td_block_text_with_title custom_title=”Fidalgas de Santar” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Reserva branco 2012
Vinassantar

Encruzado e Malvasia Fina. Madeira nova no primeiro impacto de aroma, a fruta surge depois em bom plano. Boa vivacidade na boca, bastante fruta branca, alguma madeira bem integrada, um branco com ambição. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2297″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €8
[td_block_text_with_title custom_title=”Ladeira da Santa” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva branco 2016
Ladeira da Santa

Muito jovem e citrino no aroma, boas notas de fruta fresca, todo muito agradável e a mostrar boa aptidão gastronómica. Com acidez
crocante, é branco para dar muito prazer desde já, sendo previsível uma boa evolução em cave. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2328″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €4,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Morgado de Silgueiros” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2016
Adega Cooperativa de Silgueiros

Fino de aroma, flores brancas e maçã verde, há uma boa delicadeza, acidez viva na boca, leve mineralidade a dar-lhe carácter. Cristalino e directo, um branco de elevada qualidade a um preço bastante conveniente. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2299″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €12
[td_block_text_with_title custom_title=”Munda” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2015
Fontes da Cunha

Nota-se bem a barrica no aroma mas sem tapar a fruta e com leve nota mineral, num conjunto muito fino e elegante. Muito boa presença de boca, quer de corpo quer de acidez, mostrando bom perfil e muito atractiva harmonia. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2298″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €11,30
[td_block_text_with_title custom_title=”Monteirinhos” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva 2016
Quinta dos Monteirinhos

Notas de maçã verde no aroma, um estilo fino e elegante, aqui a mostrar a frescura da juventude que tem. Muito boa presença de boca, leve e elegante, sempre gastronómico, suave e sem máscara. Boa escolha. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2317″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €40
[td_block_text_with_title custom_title=”Pedra Cancela Signature” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2014
João Paulo Gouveia

Barrica muito evidente no aroma, notas de tosta, leve floral atrás da fruta e alguma geleia e baunilha. Muito bem na boca, cremoso, elegante, mas a madeira mostra-se ainda em demasia. Um branco com ambição que, apesar da idade, ainda vai precisar de tempo. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2307″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €8,99
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta do Cerrado” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2016
União Comercial da Beira

Ligeiro na cor, delicado no aroma, fruta bonita e um toque floral. Muitas flores brancas na boca, definido e muito harmonioso. Bom
equilíbrio de conjunto, um branco jovem, com potencial de vida em cave. (12,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2302″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €9,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta da Fata” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2015
Quinta da Fata

Leve nota de pólvora no aroma, sugestão de hortelã-pimenta, tudo delicado. Bom desenho de boca, de novo com o floral da hortelã, bela frescura ácida e desenho de conjunto. Um vinho que se destaca pela qualidade e equilíbrio geral. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2308″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €5
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta do Margarido” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Colh. Selec. branco 2015
Soc. Agríc. do Margarido

Carregado na cor, notas de madeira presentes mas sem pesarem demasiado, fruta madura de muito boa qualidade. Tem bela acidez,
é gordo e está macio e envolvente. Conjunto muito texturado e cheio. Excelente relação qualidade-preço. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2329″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €15
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta Mendes Pereira” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva 2013
Quinta Mendes Pereira

Aroma com muito boas notas evolutivas, barrica ainda presente, a par de folha de limoeiro, leve mineralidade. É um vinho de perfil clássico,
que mostra ainda uma bela frescura mas está no ponto perfeito de evolução, pronto a ser apreciado. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2310″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €9
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta do Serrado” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2014
Soc. Agríc. Castro Pena Alba

Citrino no aroma, nota evolutiva a sugerir a idade, acidez muito fina e precisa na boca, notas de chocolate branco e biscoito. É um vinho de perfil pouco habitual, com muita personalidade e final de boca longo. (12,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2309″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €9
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta do Perdigão” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2015
Quinta do Perdigão

Muito bem de cor e aroma, com fruta madura, leve nota de erva seca, sugestões minerais. Bastante afinado na boca, naturalmente vivo graças a generosa acidez que apresenta, é um Dão sério, austero, com margem para crescer. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2313″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €14
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta dos Roques” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado banco 2015
Quinta dos Roques

Aroma com leve nota evolutiva, sugestões de maçã assada, parece estar em fase de transição. Muito mais expressivo na boca, com belo equilíbrio ácido, perfeito para a mesa. Merece ser conservado em cave para acompanhar a evolução. (14%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2319″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €30
[td_block_text_with_title custom_title=”Sombrio” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2014
Quinta da Mariposa

Muito bem no aroma, com nota evolutiva, fruta delicada, toques citrinos, leve presença de madeira. Suave nota floral na boca, de corpo médio, elegante e fino, com muito boa frescura, conjunto bastante gastronómico. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2325″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16,5 €12
[td_block_text_with_title custom_title=”Vinha de Reis” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2016
Jorge Reis

No aroma são evidentes as notas de tangerina e barrica, leve folha de limoeiro, uma lembrança de frutos tropicais, resulta muito atractivo. No conjunto temos um branco muito bem desenhado, ainda bastante jovem, e que merece alguma guarda. (12,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2283″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €19
[td_block_text_with_title custom_title=”António Madeira” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2015
António José Madeira

Muito franco e directo no aroma, sem segredos, fruta branca bem agradável. Muito equilibrado na boca, com corpo envolvente e acidez perfeita, tudo em boa forma, bastante apetecível. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2295″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €24,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Julia Kemper” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Reserva branco 2015
Julia Kemper Wines

Notas de redução no aroma, com leve sensação de pólvora, o que esconde a fruta delicada; cresce muito no sabor, com frescura vincada, notas de especiarias. Prova de boca bem interessante e que nos diz que devemos esperar por ele. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2305″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €10
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta da Espinhosa” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Grande Reserva branco 2015
Alberto Oliveira Pinto

Notas de flores brancas, conjunto aromático muito afinado, com um estilo definido e um perfil floral. Suave e expressivo na boca, é um conjunto apelativo, franco e bem agradável. Para beber desde já. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2306″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €25,90
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta de Lemos Dona Paulette” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2015
Quinta de Lemos

A barrica está demasiado presente, notas de tosta, fruto seco em abundância, fruta de qualidade a querer aparecer. De corpo cheio e poderoso, madeira dominante mas com boa acidez, sente-se um vinho ambicioso que precisa de tempo de garrafa. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2314″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €4,90
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta da Ponte Pedrinha” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2016
Maria de Lourdes Osório

Encruzado e Malvasia Fina. Aroma ainda fechado, com fruta delicada, notas citrinas e pêssego; muito mais expressivo na boca, com frescura muito viva, dá uma prova de muito boa qualidade, franca e atractiva. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2330″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €17,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta do Sobral Vinha da Neta” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2014
Quinta do Sobral

A cor não denuncia a idade, o aroma é elegante, com fruta branca, leve toque mineral. Um toque austero na boca que lhe assenta bem (aqui derivado da idade), resulta fino no conjunto e mostra-se já no seu melhor. (14%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2326″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €6,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Status” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva branco 2015
Vinícola de Nelas

Muito fino no aroma, discreto, fruta escondida a espelhar um branco reservado, com boa acidez, viva e com algum crocante bem atractivo, conjunto bem conseguido. Um Dão clássico, bem apresentado e com personalidade. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2321″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €8,25
[td_block_text_with_title custom_title=”Terras de Stº António” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2016
Soc. Agríc. da Quinta de Santo António

Bastante citrino no aroma, onde a fruta fresca marca presença atractiva. Citrinos doces na boca, compensados por muito boa frescura, um vinho expressivo e equilibrado, com vocação gastronómica. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2324″ img_size=”medium” alignment=”center”]
16 €7,45
[td_block_text_with_title custom_title=”Vinha Paz” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco 2016
António Canto Moniz

Aroma intenso e bastante jovem, com muitas notas de fruta branca, leve nota mineral também presente. Na boca, de médio corpo, a acidez viva confere frescura, acompanhada de um leve amargo vegetal que lhe dá nervo e persistência. (13,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2280″ img_size=”medium” alignment=”center”]
15,5 €4,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Adega de Penalva” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado branco 2015
Adega Coop. Penalva do Castelo

Vinho um pouco simples mas muito correcto, conjunto com leveza de fruta e num registo bem conseguido, acidez a cumprir sem se dar muito por ela. Franco e agradável no conjunto, com clara vocação gastronómica. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2284″ img_size=”medium” alignment=”center”]
15,5 €9
[td_block_text_with_title custom_title=”Art.” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão branco
Chance 4you

Nota de maçã no aroma, ervas secas e sugestões de chá, os citrinos em segundo plano. Na boca revela boa fruta, com médio corpo, um conjunto bastante correcto, capaz de boa prova à mesa. (13%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2312″ img_size=”medium” alignment=”center”]
15,5 €5,50
[td_block_text_with_title custom_title=”Quinta dos Garnachos” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva branco 2015
Quinta dos Garnachos

Nota de erva seca no aroma delicado, com fruta fresca a surgir depois. Corpo ligeiro, conjunto definido e preciso, com acidez cítrica muito viva a dar frescura e a pedir comida por perto. (12,5%)[/td_block_text_with_title]

[vc_single_image image=”2316″ img_size=”medium” alignment=”center”]
15,5 €11,85
[td_block_text_with_title custom_title=”São Matias” header_text_color=”#ac1e2c” el_class=”initial-title”]Dão Encruzado Reserva branco 2015
Casa S. M. de Tourais

Leve nota evolutiva resulta na primeira impressão aromática, sugestões de chá, fruta madura. Acidez fina e suave, num registo delicado, equilibrado, que dá boa conta de si. (13%)[/td_block_text_with_title]

Escreva um comentário