Home-SliderNotíciaNotíciasNotícias Vinho

Os melhores filmes e documentários para fãs de vinho fechados em casa

By 16 Março, 2020 Sem comentários

Sejamos honestos: devido à pandemia da COVID-19, o isolamento social é a realidade de muitos de nós neste momento, e tudo indica que continuará a ser por algum tempo. Tomando isto como “dado adquirido”, resta saber transformar os tempos em que estamos fechados em casa em momentos agradáveis. Nutrirmo-nos com uma alimentação saudável, manter, dentro do possível, a actividade física e usar as novas tecnologias para comunicar com os nossos mais queridos, são algumas das recomendações feitas pelas autoridades competentes.

Mas nós, fãs incondicionais do líquido mágico de Baco, também temos as nossas necessidades lúdicas e estas podem ser satisfeitas de duas principais formas, numa situação de confinamento: bebê-lo (com moderação), e ver estes filmes e documentários que a Grandes Escolhas reuniu para que, bem… não nos falte nada! Resta saber… açambarcou pipocas?

Sour Grapes (2016)

O mais atrevido e bem montado esquema de fraude no mundo dos vinhos é reflectido neste documentário. Relata a ascensão e a queda do coleccionador de vinhos indonésio Rudy Kurniawan, que vivia luxuosamente, vendendo em leilões e em privado vinhos falsificados das mais famosas propriedades francesas, ganhando valores astronómicos. Disponível também na Netflix.

Entre Vinho e Vinagre (Wine Country, 2019)

Esta comédia conta a história de um grupo de amigas de longa data que se encontra para uma viagem a Napa Valley, para celebrar um aniversário. Um fim-de-semana supostamente ideal, que vai de mal a pior. Também disponível na Netflix.

Podre (Rotten, 2019)

Uma série documental que analisa detalhadamente a cadeia de fornecimento alimentar, expondo verdades desagradáveis e revelando o poder oculto que determina o que comemos. No segundo episódio da segunda temporada, intitulado “O Reinado do Terroir”, é retratado o Sul de França, onde os vitivinicultores fazem de tudo para combater as importações baratas que chegam a granel. Também disponível na Netflix.

Somm (2013)

Neste emocionante documentário, quatro candidatos ao título de Master Sommelier partilham a sua experiência e as tremendas dificuldades em passar num dos mais difíceis exames do mundo (teoria, prova cega e serviço). E se gostar deste, tem ainda para ver a sequela Somm: Into The Bottle (2015). Disponível para alugar/comprar no Google Play Filmes.

Sideways (2004)

Este filme, que mostra uma viagem de dois enoturistas pelas adegas da Califórnia, não só ganhou o Oscar de melhor argumento adaptado, como teve um enorme impacto na popularidade e no aumento de consumo de Pinot Noir nos Estados Unidos. Disponível para alugar/comprar no YouTube e no Google Play Filmes.

Merlove (2009)

O documentário Merlove é uma resposta ao filme Sideways. Aqui, da casta Merlot, falam figuras incontornáveis como o flying winemaker Michel Rolland e o enólogo da Château Petrus Jean-Claude Berrouet, entre outros. A principal mensagem é que uma casta não deve ser considerada superior ou inferior a outras.

Duelo de Castas (Bottle Shock, 2008)

Um filme baseado em factos verídicos de 1976, retratando a polémica “batalha” entre afamados vinhos de Bordéus e os desconhecidos Californianos, trazidos pelo grande conhecedor de vinhos Steven Spurrier. Numa prova cega organizada por ele em Paris, os néctares do Novo Mundo arrasam os seus concorrentes bordaleses.

O Que Nos Liga (Ce qui nous lie, 2017)

Um filme francês sobre as dificuldades interpessoais de três irmãos que se reúnem para gerir a adega depois da morte do seu pai.

Um Bom Ano (A Good Year, 2006)

A longa-metragem conta a história de um bem-sucedido e arrogante gestor na bolsa de valores em Londres que, ao herdar a propriedade vitivinícola do seu falecido tio, regressa às raízes no Sul de França. Disponível para alugar/comprar no YouTube e no Google Play Filmes.

O Beijo (French Kiss, 1995)

Uma comédia romântica que conta a história de Charlie, noivo de Kate, que lhe liga de Paris para confessar que está apaixonado por outra mulher, uma francesa de nome Giuliette. Kate decide ir atrás dele e, na viagem de avião, conhece um francês que (só por acaso) é produtor de vinhos.

Mariana Lopes

Escreva um comentário