DestinosHome-Slider

Uma nova Malhadinha Nova

By 8 de Novembro, 2021 Sem comentários

Mais de 20 anos depois da sua inauguração, e a sensação de atravessar a entrada da Herdade da Malhadinha Nova mantém-se com a certeza de se antecipar bons momentos. Seja pelas grandes cegonhas sentadas que nos miram, de forma serena, mesmo por cima do pórtico da Herdade, seja pela vastidão da planície e clima ameno (por estes dias, que daqui a poucos meses o calor vai imperar), ou pela forma calorosa como somos recebidos.

 Texto: Rita Martins

Fotos: Malhadinha Nova

 O ar que se respira é diferente de outros lugares do país, diferente porque nos encontramos em pleno Alentejo, com a perspectiva do calor quente e dourado a que estas terras já nos habituaram e, sobretudo, porque todo o ambiente dentro da Herdade apela à tranquilidade. Junto à nova recepção do hotel ficamos em contacto com os cavalos da propriedade; são trinta e dois Puro-Sangue Lusitano no total… Desde 2008, que a Herdade da Malhadinha Nova se dedica à criação desta espécie para treino, competição da modalidade de dressage e comercialização. Em paralelo, habitam também os cavalos de passeio integrados no turismo equestre da Malhadinha.

Malhadinha NovaA recepção e a nova loja são espaços recentes da Herdade, criados a partir das antigas cavalariças. O ‘check in’ dos hospedes é feito nesse novo edifício onde podemos passear pela loja que vende vinhos, mel e produtos biológicos, todos produzidos na propriedade ou até passar algum tempo no bonito winebar, chamado Taberna, para provar os vinhos. O staff prima pela simpatia, simplicidade e o acolhimento é feito de forma descontraída, onde nos explicam todas as atividades possíveis de realizar (e são muitas!), os horários do restaurante, mapas da propriedade que são bem necessários tendo em conta que estamos perante 450 hectares….

A deslocação a pé dentro da Herdade é exigente a não ser que estejamos com ideia de andar por horas ou fazer grandes passeios, jogging ou trekking. Felizmente, o staff disponibiliza-se a qualquer momento para nos ir buscar de jeep onde estivermos e deixam-nos onde queremos; têm também à disposição dos hóspedes pequenos buggys elétricos e bicicletas para quem quiser.  A distância entre os diversos alojamentos pode ser grande, bem como entre os restaurantes para o pequeno-almoço ou para as refeições, para as piscinas ou até mesmo para fazer um pic-nic ou um passeio nas vinhas (duas das muitas actividades organizadas pela Herdade). No entanto é bom reforçar que andar a pé é algo que se deve mesmo fazer quando se está na Malhadinha, por isso se o calor não apertar em demasia e se estiver para aí virado, força! Tem caminhos infinitos para explorar.

Um dos passeios que aconselhamos é a observação das vacas alentejanas, animais de grande porte, que nos deixam aproximar e nos olham com um ar pacífico enquanto pastam e comunicam entre si como se não estivéssemos ali. A pastagem ao ar livre, a partir dos recursos naturais existentes é a base para a criação de animais como as vacas alentejanas, porco preto e a ovelha merina que se alimentam exclusivamente de produtos naturais, com a denominação de origem protegida (DOP). A sustentabilidade ambiental é fundamental para o projecto, por isso a aposta na criação de raças autóctones, o tratamento de resíduos e a consciente gestão e aproveitamento dos recursos naturais como a água. Neste momento estão a ser concluídos 400m2 de painéis solares que irão reduzir em cerca de 35% o consumo energético de toda a propriedade.

Malhadinha Nova

 

Cozinha e alojamento de excelência

Para além dos 80 hectares de vinha, o olival e a produção de mel biológico são grandes apostas já reconhecidas da Herdade da Malhadinha. Desde 2016 que a Malhadinha é totalmente biológica desde a vinha, as pastagens dos animais, o olival as hortas e os pomares que fornecem o restaurante e o incrível pequeno-almoço que se guarda na memória. Joachim Koerper (estrelado pela Michelin, e um dos sócios do Restaurante Eleven em Lisboa),  está à frente da cozinha da Malhadinha com a sua equipa liderada pelo chefe residente, Rodrigo Madeira, auxiliado por Vitalina Santos, cozinheira de mão cheia que conhece como ninguém as iguarias tradicionais alentejanas. Por sua vez, o jovem sommelier Andrii Pokryshko tem a cargo todo o serviço de vinhos e Cintia Koerper encarrega-se da pastelaria e nada do que faz nos deixa indiferentes.

São cinco os alojamentos que estão totalmente integrados na paisagem da Herdade da Malhadinha Nova dentro de cada um existem várias possibilidades de quartos e suites, com a finalidade de proporcionar aos hóspedes uma experiência única e em constante contacto com a natureza. A recente integração no prestigiadíssimo universo da Relais & Châteaux – colecção internacional de restaurantes gastronómicos e hotéis de luxo – foi a cereja no topo do bolo. Distinção há muito esperada e, dizemos nós, há muito merecida.

O contraste entre a inspiração rural e objetos de design nacional e internacional é grande, mas está totalmente pensado para uma convivência perfeita. Podemos encontrar peças originais desenhadas por artesãos, cadeiras feitas à mão em harmonia com peças de iluminação desenhadas por Philippe Starck.  Os quartos são todos diferentes com cores e apontamentos diferentes, com aromas pensados para cada um, mas com o mesmo conforto e bom gosto…

A Herdade da Malhadinha Nova apostou recentemente na nova imagem gráfica que ficou a cargo do Studio Eduardo Aires. Na apresentação do projecto foi-nos explicado todo o novo conceito que foi aplicado à assinatura institucional, rótulos dos vinhos, site, cartas do restaurante e carta dos vinhos, logotipos nos quartos, fardas e aventais. Uma nova imagem para um refresh, mantendo a identidade e imagem de marca da Malhadinha. O novo logotipo da Herdade da Malhadinha Nova corresponde a uma demarcação tipográfica sobre a paisagem alentejana. A nova sigla HMN é disposta segundo a ordem de um plano cartesiano que assinala os quadrantes do tempo (12h, 15h, 18h, 21h) e as coordenadas espaciais (Norte, Sul, Este e Oeste). Procurou-se assim representar a prioridade do projecto Malhadinha que é não mais do que garantir a sustentabilidade ambiental respeitando o equilíbrio entre o humanizado e o Natural. Nos novos rótulos dos vinhos demarcou-se o tempo, espaço de cultivo, vindima e fermentação. Na imagem, tal como desde o início, cumpre-se a tradição da família Soares que deixa a cargo da terceira geração a ilustração de espécies da avifauna protegida, os cavalos ou os insetos. Para além dos elementos mais novos da família Soares serem os autores de muitas das ilustrações, também crianças da região contribuíram para a elaboração dos novos desenhos.

Malhadinha Nova

 

Acolhimento em família

Ao longo dos anos os irmãos João e Paulo Soares juntamente com a Rita e a Margaret Soares – o núcleo duro – habituaram-nos à sua maneira afável, calorosa e genuína como recebem. Preocupam-se com todos os detalhes e dedicam-se de corpo e alma à Herdade da Malhadinha Nova que emprega já uma grande camada dos moradores da terra. A isso mesmo, a família Soares chama de sustentabilidade social, e é bem bonito de se ver no terreno as caras felizes dos que ali trabalham.

Para a família Soares é tempo de desfrutar. 22 anos depois da compra dos terrenos, o projecto agora sim está acabado, no sentido de que não se irá aumentar a capacidade hoteleira nem a capacidade de vinificação. Actualmente são 75ha de vinha na Malhadinha Nova mais 5ha bem próximos em Vale Travesso (que começaram por ser 1,5ha de vinha muito velha) e não há pretensão para mais, pelo menos no que respeita ao Baixo Alentejo. Para este desfecho, foram feitas várias mudanças como vimos, mas, tal como disse o Paulo com uma lágrima bem gorda no olho quando fazia a apresentação do novo projecto “É preciso que tudo mude, para que tudo fique igual”.

Eu não acho Paulo…. Eu acho que ficou ainda melhor!!!

Malhadinha Nova

João, Paulo, Rita e Margareth Soares

Finalmente, os vinhos… e é caso para dizer, cada vez mais frescos e vibrantes. A aposta é clara na frescura através de castas mais aptas à região. Vinhos que se pretendem firmes e tensos, e que possam brilhar à mesa, diz-nos Nuno Gonzalez, enólogo residente que conhece todos os cantos à casa (à adega, entenda-se) e que, em conjunto com o experiente Luís Duarte, assina os vinhos. A par de algumas novidades dentro do portefólio já existente, como a aposta em vinhos com a mesma casta, mas de vinhas diferentes, uma revelação está para breve e respeita à aquisição de uma propriedade com 4 hectares de vinha no Alto Alentejo, mais propriamente junto a Portalegre e tudo já também em modo biológico. Mais novidades em breve, portanto, e – antevemos – mais razões para a família Soares continuar a sorrir…

Malhadinha Nova

Herdade da Malhadinha Nova

7800-601 Albernoa – Beja

GPS – 37° 49’ 50. 60” N, 7° 59’ 20. 91” W

Hotel: 284 965 432  / Adega: 284 965 210 / Restaurante: 284 965 210

https://www.malhadinhanova.pt/

(Artigo publicado na Edição de Outubro 2021)

Siga-nos no Instagram
Siga-nos no Facebook
Siga-nos no LinkedIn

Escreva um comentário